Mostrando postagens com marcador Série Whirlwind. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Série Whirlwind. Mostrar todas as postagens

17 de junho de 2010

Um Casamento Imprevisto

Série Whirlwind 
Austin Randolph Jamison, brilhante duque de Bradford,passeia por sua grande e jardinada propriedade com o olhar cansado enquanto, dentro da mansão familiar, os convidados desfrutam de uma animada festa. 

Não parece existir uma comemoração capaz de lhe devolver a honra de seu irmão William: um herói abatido na guerra de Waterloo a quem um vergonhoso anônimo aponta como traidor.
Quando a advinha Elizabeth Matthews, uma norte-americana recém desembarcada na Londres de 1816, aparece nos jardins de sua opulenta residência, Austin logo suspeita que os lábios escarlate dessa mulher contêm a resposta a todos os segredos que a moral da época pretende dissimular.
Elizabeth e William empreenderão o ardente caminho de seus lábios, perturbados pelas visões que convulsionam o frágil corpo dela cada vez que acaricia uma mão entre as suas.
Elizabeth nasceu com o dom de ver o futuro e antes que Austin a despreze como bruxa, suas predições semearão incógnitas e mistérios no doce caminho do casal em busca da honra.
Então, Elizabeth terá renunciado ao amor de seu príncipe, convencida de que depois do casamento o destino só existe para lhe proporcionar um filho morto. Só o jugo ardente do desejo poderá desafiar o fatalismo das premonições.

Capítulo Um

Inglaterra, 1816
Austin Randolph Jamison, nono duque do Bradford, observava seus convidados de um canto sombrio. Os casais davam voltas sobre a pista de dança: um arco-íris de mulheres que luziam jóias e trajes caros acompanhadas por cavalheiros impecavelmente vestidos.
Centenas de velas de cera de abelha cintilavam nos lustres, envolvendo com um brilho quente o salão onde se celebrava a festa. Mais de duzentos membros da alta sociedade se reuniram naquela casa, e teria bastado a Austin estender o braço para tocar a uma dúzia de pessoas.
Mas nunca havia se sentido tão sozinho.
Saiu da sombra, agarrou uma taça de brandy da bandeja de prata de um criado que passava por ali e a levou aos lábios.
—Ah, por fim o encontro, Bradford. Estive buscando-o por toda parte.
Austin ficou paralisado, reprimindo uma imprecação. Não sabia com certeza quem lhe tinha falado, mas não importava.
Sabia, no entanto, o motivo pelo qual a pessoa que se encontrava atrás dele o estava procurando, por isso o nó em seu estômago. Não tinha escapatória, assim que bebeu a metade de seu brandy de um gole, preparou-se mentalmente e se voltou.
Lorde Digby se encontrava ante ele.
—Acabo de visitar a galeria, Bradford - disse Digby — O novo retrato de William com seu uniforme militar é magnífico. Parece-me uma comemoração muito adequada — O redondo rosto adotou uma expressão carrancuda enquanto sacudia a cabeça — Que espantosa tragédia, morrer em sua última missão.
Austin se obrigou a fazer um cortês gesto de assentimento.
—Estou de acordo.
—Mesmo assim, é uma honra morrer como um herói de guerra.
Austin notou uma pressão crescente no peito. Herói de guerra.
Deus fosse verdade. Entretanto, a carta que guardava trancada na gaveta de seu escritório tinha confirmado suas suspeitas de que não o era.
De repente lhe veio à mente uma fugaz imagem de William, essa última imagem diliradora que nada poderia apagar.
Um sentimento de culpa e arrependimento se apoderou dele, e seus dedos apertaram com força a taça de brandy.
Ar. Necessitava desesperadamente respirar ar fresco para clarear seus pensamentos. Depois de dar uma desculpa, encaminhou-se para as portas envidraçadas.
Caroline, sua irmã, sorriu ao vê-lo, fazendo-o devolver-lhe um sorriso forçado. Embora as reuniões sociais o aterrorizassem, agradava-lhe ver Caroline tão contente. Fazia muito tempo que essa faísca de alegria despreocupada não lhe iluminava o formoso rosto, e se para fazê-la feliz ele tinha que desempenhar o papel de anfitrião nesse maldito baile, isso era precisamente o que faria.



Série Whirlwind
1- Um Casamento Imprevisto
Série Concluída

Um Romance Imprevisto

Série Whirlwind

Ao ficar viúva como conseqüência de um escandaloso duelo,
Alberta Brown foi deixada desamparada e na posse de objetos adquiridos desonestamente. 

Decidida a reparar os erros de seu inescrupuloso marido, ela embarca para a Inglaterra para localizar o dono de um anel masculino adornado com um misterioso selo.Uma série de estranhos episódios a bordo a convence de que se encontra envolvida num jogo perigoso.
Entretanto, nada será mais perigoso e tentador que o atraente desconhecido que a espera no cais.
Lorde Robert Jamison desejava contrair matrimônio com uma mulher que despertasse nele algo especial, mas nunca imaginou encontrá-la nessa americana de beleza peculiar e espírito independente que lhe tinham pedido para escoltar de volta para uma esplêndida mansão no campo inglês.
Allie, por sua parte, jurou a si mesma não voltar a casar-se...

Capítulo Um

Alberta Brown se agarrou com força ao corrimão de madeira do Seaward Lady enquanto um calafrio lhe percorria as costas.
Com a esperança de aparentar uma calma que não sentia, jogou uma rápida olhada a seu redor.
Os homens da tripulação gritavam uns com os outros e riam enquanto davam grandes piruetas e recolhiam as velas, preparando-se para a iminente chegada a Londres.
O ar, carregado com o penetrante aroma do mar, arrastava do buliçoso porto o som de vozes, convertidas em um murmúrio indecifrável.
Os passageiros se reuniram em grupos junto ao corrimão, conversado nervosamente, sorrindo ou saudando com a mão alguém no cais.
Todos pareciam perfeitamente tranqüilos e desejosos de pisar em terra depois dos três meses que tinha durado a viagem da América. Ninguém a estava olhando.
Mesmo assim, não podia livrar-se de uma estranha sensação de ameaça.
O peso de um olhar a cobria como um sudário.
O coração lhe golpeava o peito com lentas e pesadas pulsações.
Obrigou-se a respirar fundo para acalmar-se e a devolver sua atenção à próxima ponte.
“Estou totalmente a salvo. Ninguém quer me fazer nada de mal.” Rogou a Deus que estivesse certa.
Mas não conseguia desfazer-se da desagradável sensação de que não estava. Baixou o olhar para a espuma que golpeava o casco enquanto o navio cortava brandamente as ondas, e o estômago lhe deu voltas.
Deus, não faziam nem três horas que tinha caído nessas águas azuis...
Fechou os olhos com força, estremecendo-se.
Recordou a impressão ao sentir que a empurravam por trás, a queda... eterna, dando tapas desesperados ao ar, enquanto gritos de pânico lhe surgiam da garganta e se sossegavam de repente quando a água gelada se fechou sobre ela.
Estaria eternamente agradecida ao trio de cães que, com seus latidos, alertaram a um atento marinheiro do acidente.
Mesmo assim, apesar da rápida reação do homem e de suas próprias habilidades de nadadora, Allie tinha estado a ponto de afogar-se.
O acidente. Sim, assim o chamava todo mundo.
Um cabrestante mau segurado se soltou e lhe tinha golpeado entre os ombros, empurrando-a por cima da amurada.
O capitão Whitstead tinha repreendido toda a tripulação.
Mas tinha sido realmente um acidente? Ou alguém tinha soltado intencionalmente o cabrestante e o tinha empurrado sobre ela?



Série Whirlwind
1- Um Casamento Imprevisto
2- Um Romance Imprevisto
Série Concluída
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...