31 de outubro de 2012

Maiê em...

Os Piores Mocinhos Nos Romances


O tema de hoje foi inspirado na minha mais recente leitura, A Conquistadora da Teresa Medeiros.
Gosto muito dos livros dessa autora e adorei esse, pelo menos até a metade, quando o mocinho que era tudo de bom se transforma em um ogro insuportável.
Felizmente o livro ainda prendeu a atenção depois disso, mas boa parte dos romances em que o mocinho é desse jeito, eu só leio até o fim para saber se o castigo será a altura de sua cretinice
Como boa escorpiana eu gosto de ver os mocinhos e mocinhas pagando seus erros antes da última página. Sério, perco dois minutos de vida cada vez que depois de aprontar muuuuito não rola nem uma desculpa básica por parte da peste.
Quando isso acontece crio finais alternativos na minha mente para compensar toda a irritação que sinto.
Fiz uma pequena lista com mocinhos , que na minha opinião, nem mereciam esse nome.
É meio polêmico porque, pelo menos um desses livros possui muitos admiradores.
Os mocinhos brutos têm algum charme no nosso imaginário.
E só no imaginário mesmo, na vida real eu não queria nem que viesse com o corpo e conta bancaria do Brad Pitt.

Whitney, meu Amor da Judith McNaught.  Esse livro não levou dois minutos da minha vida, foram uns quinze. Acho que é um daqueles que todo mundo já leu.
Caso alguém não saiba do que estou falando conta a história de uma garota voluntariosa e cheia de vida que é cobiçada por um duque que faz de tudo para se casar com ela.
Os problemas acontecem desde o inicio, o amor dele é cheio de controle e existem duas cenas controversas. Na primeira ele bate nela depois da Whitney ter maltratado um cavalo e na segunda ele a estupra em uma crise de ciúmes.
Como não achei nenhuma das duas coisas justificáveis, imaginei meu final perfeito.
Whitney dá um pé na bunda do duque controlador, casa com um cara lindo e rico que vai criar o filho dela. O duque termina na companhia dos cavalos comendo alfafa, como ele merece.

A Chama e a Flor da Kathleen Woodiwiss:   Nesse livro o mocinho é capitão de um navio e dono de uma fazenda. Nos dias de hoje ele seria um feliz morador de uma penitenciária.
A história é sobre uma mocinha sofredora que acabou de passar por uma tentativa de estupro, apavorada ela entra no navio do mocinho que em vez de protegê-la abusa dela.
A cena é toda horrível e quando ele se vê obrigado a casar com ela, fica irritado e passa a tratá-la muito mal. Tenho certeza absoluta que casar com o próprio estuprador não foi romântico em nenhum período da história.
Em vez de se apaixonar e viver feliz com o meliante, a história devia terminar com ele preso, cumprindo pena por babaquice extrema.

Rede de Sedução da Penny Jordan. Esse foi outros que roubou uns minutos da minha vida. O mocinho é um cretino que tira a mocinha de um convento para transformá-la em amante e se vingar do pai dela. Em boa parte do livro ele a trata como um objeto sem importância. O final perfeito para esse livro seria a Hope fugir para bem longe desse homem, do pai dela e recomeçar a vida. Alexei se casa com uma belíssima atriz que vai traí-lo com todo mundo. Cinco anos depois ele fica pobre e é deixado pela esposa para criar sozinho as duas filhas do casal. As meninas crescem lindas, uma se torna mulher fruta e a outra Paniquete.

Amélia da Diana Palmer. Nessa obra prima da ogrisse mundial o mocinho King sofre de TPM, e está sempre bravinho e destratando a pobre Amélia, que tem uma paixão platônica por ele. Eles dormem juntos e ele conta para o pai dela que a espanca gravemente. Na continuação que criei na minha cabeça o mocinho não fica com a Amélia e termina a vida sozinho. Chegando ao além ele sente a necessidade de recomeçar e reencarna nos dias de hoje como Anastasia Steele. Conhece um bilionário lindão e perturbado que vai fazê-lo pagar todos os seus pecados.

Bjs Maiê

PS: Queria pedir sugestões para as próximas colunas.
Me digam que assunto gostariam de ver aqui e quais bonitões também. Aguardo suas paticipações!
A Seguir três lindos com cara de malvados: Jonathan Rhys Meyers, Jamie Dornan e Daniel Craig







Três livrinhos da maravilhosa Margaret Moore.
A Substituta: A mocinha é escolhida para substituir a prima em um casamento arranjado. O mocinho é frio e a noite de núpcias dos dois é decepcionante, aos poucos eles vão se apaixonando e criando uma relação baseada em amor verdadeiro.

Dois Destinos: A mocinha é francesa em Londres. Ela é bem pobre e um dia por acaso termina salvando a vida de mocinho que odeia os franceses. Livro bonito com personagens fortes.  Série Irmãos de armas: São vários livros e todos muito bons. Perfeitos para quem gosta de livros de capa e espada. O primeiro se chama
A Dama e o Bárbaro e conta a história de Marianne, uma lady destinada a se casar com o chefe de um clã bem velho, mas é pelo guerreiro Adair que ela se apaixona.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

25 comentários:

  1. Olá. Eu adorei os seus finais. Eu também odeio ogros, mas o que me irrita mais são as mocinhas burras e sequeladas que aceitam tudo caladas, aff! Aí uma sugestão para um novo post, que tal? Bjnhs

    ResponderExcluir
  2. Anônimo12:55 PM

    Gostei dos finais imaginários, vou ler esses livros aí, adoro um ogro.

    ResponderExcluir
  3. Oi Jenna, sou fã do seu blog todo santo dia entro e dou uma olhada...

    O tema que sugiro para o Maie...
    são os piores segredos dos personagem (sabe aquela mocinha ou mocinho que diz que poder casar e amar, por causa de tal segredo?? q segura a nos ate o final para ficarmos sabendo que é besteira???

    Outro que sugiro é as mocinhas mais notaveis, determinadas e forte dos romances...

    bjs
    Tamires

    ResponderExcluir
  4. Maiên, parabéns pelo seu artigo, eu estava pensando exatamente nisso hoje... Li ontem o livro Corações Solitários de Leanne Burroughs. O mocinho ogro e bipolar maltrata quase todo o tempo a mocinha sequelada porque era torturada pelo pai desde criança. Depois de quase (quase mesmo) deixá-la ser estuprada por um amigo em sua frente (para esquecê-la...)Ele mesmo cuida de estuprá-la na noite de lua de mel. E ainda dá umas palmadas na moça, que acaba se conformando com tudo e gostando do lugar, de todos que antes a maltratavam e do moço... Síndrome de Estocolmo para tentar explicar e Lei Maria da Penha para prender esse moço....rsrsrsrsrs Grande abraço a você, a Jenna e às leitoras!

    ResponderExcluir
  5. oiiii

    Finais bem interessante, mas devo confessar tenho uma queda por 2 dos ogros o Conn de a conquistadora e o conde de Whitney meu amor.
    Não q gosto de porrada rsrsrs nem em sonho, o que amo é o lada passional deles acho uma delicia kkkk.
    Vai entender !!!
    Tem algum que vc citou que não li e vou ler pra ver.
    E tem outros que talvez vc não tenha lido.
    Amor Selvagem esse o mocinho é muito muito passional, dá 10 em Conn.
    E carícia do vento que tb é forte.

    ResponderExcluir
  6. Pâmela4:03 PM

    Obrigada por esse post!!

    Eu também odiei o moçinho de whitney, meu amor!! Li só pela vontade de vê-lo sofrer, e fui completamente frustrada! As sequencias também não são das melhores, o segundo livro ( que até hoje não entendi pq li, acho que foi pq tinha gostado de um livro da autora, em que o mocinho é um ogro sequelado, mas que sofre e se redime) é o irmão do Duque atuando como um idiota e o terceiro é um especial que o unico personagem masculino que se salvava dos primeiros tem sua cota de babaquice!
    Enfim, parabens pelo post, bem escrito e divertido!

    ResponderExcluir
  7. Anônimo5:13 AM

    Gente eu adoro um ogro!!!
    Eles tem pegadas, quem ja leu outros livros assim por favor escreva o nome e a autora!!!!
    Eu amo o Conn pois apesar de ele fazer coisas detestaveis com a Gelina, ela trai ele varias vezes e mata dois homens de confiança e ele esconde isso de todos por amor a ela ou seja ele trai tudo o que ele acredita por amor.É um livro muito intenso leiam vcs vao adorar ou odiar e como Caricia ao vento e Amor Selvagem!!!
    Adoro esta coluna!!!!!
    Paloma Silva

    ResponderExcluir
  8. Meninas, estou anotando as sugestões... Obrigada!


    Acho que eu realmente não li Amor Selvagem. Fui procurar o livro e nem estou na dúvida se vou passar muita raiva lendo... rs

    O Conn estava ótimo até metade do livro, de repente ele surta completamente. O que me irritou mesmo foi ele nem ter se desculpado no final... Mas o livro é bom, todos da autora são até agora...

    ResponderExcluir
  9. Anônimo7:17 AM

    Laís:

    Eu amo Whitney, meu amor, a cena do estupro é horrível mesmo. A obrigação era de se casar com ela, tira a virgindade, humilha e pronto, o pior dos canalhas. Sabe o que é pior? que ele faz parecer que ela é a culpada de tudo! Ela lutava por quem ela achava ser seu verdadeiro amor.
    Acho que o melhor final era ele sofrer horrores, pedir perdão de joelhos, pagar bem caro, mas ficar com ela sim..
    bjs meninas

    ResponderExcluir
  10. Anônimo7:25 AM

    LAIS DOCINHA:
    SUGESTÕES DE COLUNA:
    1)Porque as mocinhas se apaixonam por caras que a maltratam e a desprezam do começo ao fim
    2) O TOP 20 -os melhores romances( sugiro um quiz entre as leitoras).

    depois sugiro mais, bjs

    ResponderExcluir
  11. Outros temas....

    As melhores e piores declarações de amor

    Herois de guerra....

    Romances baseados em contos de fadas...

    Personagens secundarios que roubam a cenas....


    Espero estar ajudando... adoraria qualquer um destes temas!

    Bjs


    Tamires

    ResponderExcluir
  12. Franciane Sato2:18 PM

    Gente! Nesse livro A Chama e a Flor chorei muito na cena do navio. Eu geralmente tendo a me encantar e a suspirar com os mocinhos que leio. Mas nesse livro aconteceu o contrário, odiei ele de coração.

    ResponderExcluir
  13. Nossa ... pensei que fosse a única pessoa a odiar Whitney.
    E foram exatamente essas duas cenas, que me deixaram revoltada!

    Mayê adoro a coluna, a primeira q li foi sobre a disposição dos mocinhos na hora H.
    Demais !!

    ResponderExcluir
  14. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Me espoquei com seus finais alternativos, eu também crio alguns na minha cabeça.

    Li os três livros que foram citados, "A Chama e a Flor" li há muito tempo e não tenho mais ele na memória muito bem, mas acho que não o odiei quando li.

    Porém o da PJ, nem me fale!!! Se bem que, sinceramente no final achei que os dois se mereciam. Pamonha do jeito que a mocinha era!!! Sinceramente, não acredito naquele papo de que todo mundo pode mudar.

    Sobre "Amélia", perdi uma aposta e me fizeram ler esse livro, é porque só assim pra eu ler DP. Meu problema com DP é que em 99% dos casos o amor dos mocinhos não me convence, e em "Amélia" não foi diferente. No final que criei na minha mente, como resultado da sua última canalhice (ter deixado ela no dia do casamente), ela o abandona, ele vai atrás dela e não consegue trazê-la de volta (nessa parte tem todo um discurso onde ela fala umas verdades pra ele), ela vai embora pra outro Estado, conhece um fazendeiro gostosão e rico, tá não precisa ser rico, mas com cem certeza será um homem decente com ela. Anos depois por algum motivo, ela é obrigada a voltar a cidade natal (com seu novo bofe) e reencontra King que nessas alturas será um alcoólatra q estará tendo uma vida de m@#$$ solitária.

    Beijos meninas!!!
    - Entre Cenas e Páginas

    ResponderExcluir
  15. EVELYN4:54 AM

    QUE TAL CRIAR UMA LISTA DOS MAIS LINDOS PEDIDOS DE PERDÃO???? TEM CADA COISA LINDA QUE UM HOMEM ARREPENDIDO FALA..... AHHHHH... MAS SÓ DOS SINCEROS, NÃO DOS CANALHAS KKKKKK

    BJUSSS

    ResponderExcluir
  16. Que tal uma listinha dos mocinhos mais 'mentirosos'??????? huahahahaha..aqueles que lá no final do livro, depois de andarem com a piri pra cima e pra baixo, a mocinha pegar ele no maior grude, tem a suprema CARA DE PAU de dizer que NUCNA DORMIU COM A OUTRA??? HUHAAHHAH...A DP ganhava de lavada..bjsssssss

    ResponderExcluir
  17. 06/11/12 - Maiê, parabéns pela coluna! É simplesmente delicioso ver os comentários de tantas leitoras após as suas publicações. Vc realmente incentiva e estimula a manifestação da galera.
    Vou arriscar e sugerir alguns temas.
    - As piores maldades das madrastas e/ou padrastos;
    - As maiores tramas das famílias dos mocinhos para separar o casal;
    - As falecidas esposas q eram idolatradas pelos mocinhos viúvos, mas na verdade não valiam nada;
    - Os rituais de casamento e consumação mais diferentes e estranhos;
    - Mocinhos com deficiência física (visual, auditiva.....) e suas superações;
    - Hábitos e costumes totalmente diferentes. (Neste caso não posso deixar de citar “A Jovem de Esparta”. O contraste entre os livros q relatam a importância do lençol manchado de sangue na noite de núpcias para a liberdade sexual das mulheres espartanas, inclusive com aventuras homossexuais tanto do mocinho como da mocinha é muito surpreendente. Confesso q fiquei intrigada como iria se resolver o inusitado triângulo amoroso entre o mocinho, o amante do mocinho e a mocinha.)
    - Os livros mais impactantes. Aqueles q vc acaba de ler, mas não consegue deixar de pensar neles durante meses.
    Bjs.
    Deca

    ResponderExcluir
  18. Estou adorando os temas meninas.
    Vou começar a pesquisar aguns já...

    bjs

    ResponderExcluir
  19. Marian Pierce5:57 AM

    O HOMEM MAIS SEXY DO MUNDO(segundo a People) na próxima postagem, please:Channing Tatum.

    ResponderExcluir
  20. Anônimo9:19 AM

    Maiê,

    Valeu a dica.

    Dois Destinos é l-i-n-d-o.

    Uma pena que o resto da série não tenha sido traduzido ainda.

    ----------------

    Gente,

    Sempre tive certo receio de dizer às claras minha opinião sobre a DP e a Judith McNaught.

    Todo mundo sempre elogia tanto a Judith que achei que o problema era comigo, não com a autora.

    A tia Diana eu até que leio alguma coisa. Mas ela desce apenas em doses bem homeopáticas -rs.

    Os livros da McNaught - na boa - não vai nem com reza brava.

    Mas nem umzinho se salvou. Delete neles.

    É sofrimento demais, por ums mocinhos que de mocinhos não em nem um fio de bigode.

    Eles mentem, traem, humilham... e depois vem com um pedido de perdão dos mais rotos?

    Meu lado escorpiniano é cem por cento sólido nisso: vá se catar canalha de m#$%#$%¨&!!!

    E podem colocar nessa lista de autoras malvadas com mocinhos canalhas a Janet Dailey.

    Comecei a ler a série Calder e - juro - passei mal.

    ResponderExcluir
  21. Alicia7:23 AM

    Sinceramente, o nome que dou para os livros apresentados acima não é romance, é maldade. "Mocinhos" cruéis, abusadores e idiotas não merecem o mínimo da minha atenção; nem as idiotas que sofrem tudo caladas e ainda se apaixonam por eles! Acho muito chato quando leio um livro assim, que fala como se as mulheres gostassem de ser maltratadas ou algo assim. E realmente, concordo com a leitora que não suporta Judith McNaught e tem DP em conta baixa. Não tenho nada contra quem gosta, mas não vejo nenhum charme nesse tipo de livro.

    ResponderExcluir
  22. Amei o livro da Whitney, e claro que o livro e polêmico.Mas o romance deles e lindo,li 4 vezes é cada vez que li esse amor só aumentou. Os diálogos são incríveis a vontade de viver, a alegria da personagem me contagiaram. Teve duas partes do livro em que senti muita raiva mas, a autora já corrigiu na nova versão. Chorei nas ditas partes. Acho que uma autora e ótima, por que ela consegue nos arrancar uma reação, seja negativa ou positiva. E ela consegue!!!!!! O livro e mara. Mesmo que algumas discordem.

    ResponderExcluir
  23. Tem um que, quando comecei a ler, fiquei meio pé-atrás. É "O Lobo e a Pomba", não. recordo quem escreveu. A mocinha já começa mal, tendo o castelo saqueado e um quase-estrupo por parte do vilão, então o mocinho aparece e e a situação só piora. Só lá pelo meio que as coisas melhoram, e ele tem atitudes que o redimem. Não gosto de ogros, e esse livro foi o mais perto que cheguei e gostei. E concordo com a anônima mais acima: Diana Palmer é meio repetitiva com suas mocinhas e mocinhos. E a minha sugestão para post é os irmãos De Burgh. Até hoje não sei qual é o melhor.

    Bjs

    ResponderExcluir
  24. estou procurando um livro em que a donzela é forçada a casar ela casa e foge na noite de nupcia vestida de homem não lembro o nome do livro e nem a do escritor mas a historia é muito cativante pois o marido vai atras dela por favor me ajudem;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Baixinha, você não deu muitas dicas do livro que está procurando... então... eu ACHO que pode ser o livro "DESEJO SAGRADO" da Terri Brisbin ;)

      Excluir

Oiiiiii...Não vai sair sem deixar um comentário vai?

Aqui é seu canal compartilhando a leitura...Conte para nós o que achou do último livro que leu ou lendo, livros que está afins de ler, comente o que desejar sobre o blog, os livros, só não vale detonar revisões e sim agradeçam as revisoras que fazem com carinho a leitura chegar à vocês!
bjs, Jenna e Seriam

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...